Saiba como funciona o Bluetooth

  • por
O Bluetooth é uma tecnologia de comunicação sem fio que permite a troca de dados e arquivos entre celulares, computadores, scanners, fones de ouvido e vários outros dispositivos de forma rápida e segura.

O Bluetooth entrou na nossa vida e agora não nos imaginamos sem ele, não é mesmo? As conexões passaram a ser práticas e leves e vistas entre diversas coisas: desde fones de ouvido e relógios, até sistemas de segurança completos. 

O Bluetooth foi desenvolvido pela empresa de telecomunicações Ericsson, em 1994. Foi batizada com esse nome em homenagem a um antigo rei da Dinamarca e da Noruega, Harold Blatand (Harold Bluetooth em inglês). Esse nome foi utilizado pela sua façanha de ter unificado as tribos norueguesas, suecas e dinamarquesas, já que a intenção do bluetooth é a mesma: unificar diferentes dispositivos. O símbolo do Bluetooth também é baseado em Harold, já que é formado pela união de runas nórdicas correspondentes às iniciais do nome do rei, “H” e “B”.

Mas o que é de fato o bluetooth? Como ele funciona? 

O Bluetooth é uma tecnologia de comunicação sem fio que permite a troca de dados e arquivos entre celulares, computadores, scanners, fones de ouvido e vários outros dispositivos de forma rápida e segura. Ele utiliza uma frequência de rádio de ondas curtas (2.4 GHz) para criar conexão entre os dispositivos que possuem a mesma frequência.

A maioria dos dispositivos alcançam distâncias de 1 a 10 metros, por consumir pouca energia, porém a chegada do Bluetooth 5.0 aumentou o alcance dos dispositivos, que agora podem chegar a até 240 metros em locais abertos e em até 40 metros em ambientes fechados. A comunicação do Bluetooth se dá através de uma rede chamada piconet, que só permite a conexão de até oito dispositivos. Porém, para aumentar essa quantidade, é possível sobrepor mais piconets, capacitando o aumento de conexões pelo método chamado de scatternet.

Apesar de ser uma conexão simples e rápida, com o Bluetooth a segurança é certa. Para toda a conexão é necessário fornecer uma chave que é oferecida pelo usuário, assim é possível barrar qualquer conexão indesejada já na hora do pareamento, evitando que seja transferido qualquer tipo de dado a qualquer dispositivo desconhecido. 

O Bluetooth já está tão inserido na nossa rotina que às vezes esquecemos que o utilizamos em diversas situações. Já imaginou como seria o seu dia a dia sem ele?

Quer saber mais sobre esse universo? Acompanhe a Pixel TI pelas redes sociais. Lá compartilhamos mais informações sobre esse e outros assuntos.
Facebook, Instagram, LinkedIn e YouTube.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *