O Brasil e a IoT: estamos preparados?

  • por
O Brasil e a IoT

Respondendo de forma clara e direta: não só preparados como disparados. Tal informação se baseia no nosso cenário atual: uma crise financeira geral, provocada por uma pandemia. Embora estejamos vivenciando esse momento, se existe um setor que só cresce nesse país, esse setor é a Internet das Coisas (IoT). Assim, pode-se citar redes de objetos físicos incorporados a sensores, softwares e outras tecnologias, todas com um objetivo comum de se conectar e trocar dados com dispositivos.

Mercado de IoT

De acordo com o relatório da consultoria de análise de dados GlobalData, o mercado de IoT deve movimentar mais de 30 bilhões de dólares na América Latina até 2023. O Brasil já desponta como um dos locais mais promissores para o segmento, pois é o quarto país em presença online e o país mais receptivo a tecnologia. Tais informações só reforçam o quanto o brasileiro está disposto a receber novas tecnologias. E juntando isso à ânsia pelo novo, a Internet das Coisas está cada vez mais no radar do brasileiro.

IoT no Brasil

A IoT visa apresentar novos conceitos de tecnologia para o indivíduo que a usa. E, além de fazer isso muito bem, agrega qualidade de vida com muito conforto, praticidade e conectividade. Ou seja, tudo o que o brasileiro preza.

Empresas como a Pixel TI estão compreendendo cada vez mais esse novo estilo de vida para atender a demanda desse público que é fiel, mas exigente. Nesse caso, podemos afirmar que estamos nos preparando para atender o Brasil.

Isso é suficiente! Pode-se afirmar que a IoT ama o Brasil e o Brasil ama a IoT.

Quer saber mais sobre esse universo? Acompanhe a Pixel TI pelas redes sociais:  FacebookInstagramLinkedIn e YouTube. Lá compartilhamos mais informações sobre esse e outros assuntos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *