O ROI da Internet das Coisas – Ganhando ao deixar de gastar

  • por
O roi da internet das coisas para empresas ajuda na redução de gastos na logística e aumento de vendas, e auxiliar nos processos internos.

O retorno de investimento (ROI) da internet das coisas para empresas aparece em forma de redução de gastos e aumento de vendas. 

Assim como as novas tecnologias do início dos anos 90 e 2000 causavam inseguranças quanto ao retorno dos investimentos, a Internet das Coisas também, mas quando fazemos um comparativo entre as incertezas que tínhamos no passado – quando a internet começou a acontecer e até mesmo os novos formatos de telefones celulares – entendemos que algumas das incertezas se dão apenas por falta de conhecimento. Assim acontece quando falamos do retorno de investimentos (ROI) da Internet das Coisas.

Hoje em dia é impossível imaginar a vida e o mercado sem a internet, mas anos atrás o pensamento de que um vídeo poderia ser compartilhado por um pequeno aparelho celular ou que uma pessoa comum poderia se tornar uma influência enorme e mover a economia de uma empresa era inexistente e mais, inaceitável. Isso só nos mostra o quanto a tecnologia evolui a nosso favor e a favor do crescimento das empresas. 

Com a Internet das Coisas acreditamos na mesma evolução, mas como ele pode acontecer quando falamos de retorno financeiro para empresas? A resposta está em duas vertentes: na redução de gastos e na visão futurística de mercado. 

Com a Internet das Coisas a redução de gastos se dá a partir da aplicação de sensores e dispositivos em geral a fim de gerar economia tecnológica para a empresa. Exemplificando, uma empresa de sorvetes fornece freezers para seu cliente, mas ele não consegue verificar se seu freezer está sendo utilizado apenas para conservar os produtos da sua marca ou se ele está ligado durante todo o tempo. Com dispositivos IoT ele consegue colocar sensores com câmeras que disparam imagens em tempo real do interior do freezer, informando então ao fabricante sobre o conteúdo do freezer e se ele está de fato ligado durante todo o tempo. Nesse caso a economia se dá pois a redução na devolução de produtos derretidos – que é a maior do setor – não acontecerá. 

Além de reduzir gastos na logística de uma empresa, a Internet das Coisas auxilia nos processos internos desde de economias simples como energia elétrica, até na segurança com dispositivos que fazem o monitoramento de entrada e saída com sensores e alarmes dos quais podem ser controlados remotamente e em tempo real. 

Assim podemos afirmar que o ROI da Internet das Coisas se dá a partir de ações tomadas pelas próprias empresas que entendem sobre a importância da tecnologia e de como ela vem evoluindo e facilitando a vida de todos. Podemos traçar um paralelo com a evolução da internet. Se a 20 anos ainda não entendíamos como ela mudaria nossas vidas em tão pouco tempo, hoje podemos projetar o que daqui 20 anos a Internet das Coisas poderá fazer por nós e sair na frente fazendo a diferença desde agora. 

Quer saber mais sobre esse universo? Acompanhe a Pixel TI pelas redes sociais. Lá compartilhamos mais informações sobre esse e outros assuntos.
Facebook, Instagram, LinkedIn e YouTube.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *